Última hora

Última hora

"Ida" do polaco Pawel Pawlikowski arrebata prémios do cinema europeu

O filme “Ida”, escrito e realizado pelo polaco Pawel Pawlikowski, é o grande vencedor dos prémios da Academia Europeia de Cinema. A longa-metragem a

Em leitura:

"Ida" do polaco Pawel Pawlikowski arrebata prémios do cinema europeu

Tamanho do texto Aa Aa

O filme “Ida”, escrito e realizado pelo polaco Pawel Pawlikowski, é o grande vencedor dos prémios da Academia Europeia de Cinema. A longa-metragem a preto e branco obteve em Riga, na Letónia, os galardões para o filme europeu do ano, melhor guião e melhor realizador, bem como o prémio para a escolha do público.

Para o realizador polaco, tratou-se de uma surpresa “surrealista”, que constituiu também uma “grande noite para a Polónia”.

“Estou contente. Cinco prémios é ótimo e algo que não esperava. É um filme de certa maneira audaz e difícil, filmado a preto e branco, com uma câmara imóvel e com atores que não são conhecidos fora da Polónia. Por isso, é ótimo que um filme que não parecia prometedor, de repente, tenha tanto sucesso.”

A atriz francesa Marion Cotillard, não presente na cerimónia, recebeu o prémio de melhor atriz. O galardão de melhor ator foi para o britânico Timothy Spall, pelo papel em “Mr.Turner” de Mike Leigh.

Spall frisou o prazer que teve a trabalhar com o realizador, também ele inglês:

“É sempre um enorme desafio, no bom sentido, trabalhar com o Mike, porque ele pede-nos para contribuir e ajudar a criar o personagem.”

A correspondente da euronews, Efi Koutsokosta, lembra que, na cerimónia organizada na Ópera Nacional da Letónia “duas pessoas foram também homenageadas pelas suas carreiras: a belga Agnès Varda, representante do movimento da nova vaga dos anos 60, e o realizador britânico Steve McQueen, pelo contributo para o cinema internacional”.