Última hora

Última hora

Letónia apoia estratégia forte e única para lidar com a Rússia

A euronews entrevistou Laimdota Straujuma, primeira-ministra da Letónia, país que vai assumir a presidência rotativa da União Europeia no próximo

Em leitura:

Letónia apoia estratégia forte e única para lidar com a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

A euronews entrevistou Laimdota Straujuma, primeira-ministra da Letónia, país que vai assumir a presidência rotativa da União Europeia no próximo semestre e que apoiou o apelo do presidente do Conselho Europeu para que se encontro uma estratégia forte e única para lidar com a Rússia.

Isabel Marques da Silva, euronews :
“O Presidente Putin continua inflexivel, apesar de todas as sanções. O que pode fazer para o envolver na recuperação da relação com a Europa?

Laimdota Straujum, Primeira-ministra Letónia:
“Estou satisfeita porque todos os países da União Europeia estão unidos. Se o acordo de Minsk entre a Rússia e a Ucrânia falhar, então as sanções vão continuar a ser aplicadas.”

Isabel Marques da Silva, euronews :
“A Letónia tem uma importante parte da população de origem russa. Isto pode ser um problema para o seu governo e para a presidência da União nos próximos meses?”

Laimdota Straujum, Primeira-ministra Letónia:
“27% da nossa população na Letónia é de origem russa mas a situação é calma e estável.”

Isabel Marques da Silva, euronews :
“A Ucrânia tem também problemas financeiros. Acha que a União Europeia deveria entregar um terceiro pacote de ajuda. Kiev está a pedir dois mil milhões de euros.”

Laimdota Straujum, Primeira-ministra Letónia:
“Agora na Ucrânia o novo governo vai ter de aplicar muitas reformas. Reform as essas, que com a ajuda que vai chegar da Europa e de outros países, vão ajudar a resolver os problemas no país”.