This content is not available in your region

Obama promete "resposta proporcional" à Coreia do Norte

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Obama promete "resposta proporcional" à Coreia do Norte

<p>Barack Obama prometeu uma resposta “proporcional” à Coreia do Norte. O Presidente dos Estados unidos acusa aquele país de regime fechado comunista da autoria de um ciberataque contra o produtora de cinema Sony Pictures, por causa do filme “The Interview” (“Uma Entrevista de Loucos”, em português), que tinha estreia marcada para o dia de Natal e foi, entretanto, suspenso. O filme – uma comédia de Seth Rogan e James Franco – satitiriza uma missão ficcionada da <span class="caps">CIA</span>, os serviços secretos americanos, para assassinar o líder norte-coreano, Kim Jong-un.</p> “Eles [a Coreia do Norte] causaram muitos danos e nós vamos responder de forma proporcional, no momento e lugar certos”, prometeu o Presidente norte-americano. <p>Washignton excluiu a possibilidade de outro país ter sido o autor de tal ataque. Ao mesmo tempo criticou a Sony pelo erro de ceder à pressão e de ter anulado a estreia do filme face às ameaças de atentados terroristas por parte dos ciberpiratas. “Não podemos ter uma sociedade em que um ditador pode começar a impor a censura aqui nos Estados Unidos”, defendeu Obama.</p> <p>O <span class="caps">FBI</span> anunciou sexta-feira que a Coreia do Norte estava por trás da pirataria contra a Sony Pictures, no que é visto como o mais grave ataque cibernético já lançado contra os Estados Unidos. “O <span class="caps">FBI</span> tem provas suficientes para concluir que o governo norte-coreano é responsável por essas ações”, garantiu o chefe da Casa Branca.</p> <p>O conselheiro político da Coreia do Norte na <span class="caps">ONU</span>, em Nova York, Kim Song, apressou-se a negar qualquer envolvimento de Pyongyang no referido ataque cibernético.</p>