Última hora

Última hora

Qual é o melhor filme de 2014?

Em leitura:

Qual é o melhor filme de 2014?

Tamanho do texto Aa Aa

Em 2014, há várias produções europeias candidatas ao Óscar de melhor filme estrangeiro.

Entre as melhores películas de 2014 há várias produções europeias e independentes, candidatas ao Óscar de melhor filme estrangeiro. Vai ser uma escolha difícil.

Point of view

Dois dias, Uma Noite, o thriller social dos irmãos Dardenne, é, sem dúvida, um dos melhores filmes do ano.

84 países apresentaram filmes, apenas cinco serão selecionados. As nomeações são anunciadas em janeiro. Vejamos algumas das obras favoritas:

Dois dias Uma Noite, um thriller social dos irmãos Dardenne é sem dúvida um dos melhores filmes do ano.

A dupla belga escolheu Marion Cotillard para o papel principal. A atriz francesa veste a pele de uma empregada fabril em vias de ser despedida: tem apenas um fim de semana para convencer os colegas de trabalho a abdicar de um prémio de mil euros para que ela possa continuar na empresa.

Graças ao papel, Marion Cottillard, venceu o galardão de melhor atriz nos prémios do cinema europeu.

A Rússia é pré-candidata ao Óscar de melhor filme estrangeiro com Leviathan, um fresco sobre o abuso de poder, a corrupção e a religião.

A história gira em torno de um homem que luta para conservar a casa face à determinação de um presidente de câmara em expropriar o terreno.

A longa-metragem de Andrey Zvyagintsev obteve o prémio de melhor argumento em Cannes e o de melhor filme no Festival de Cinema de Londres.

Leviathan estreia em Portugal a 12 de março de 2015.

Depois da Palma de Ouro em Cannes Sono de Inverno é o candidato da Turquia à recompensa da Academia.

O realizador turco Nuri Bilge Ceylan inspirou-se no universo de Tchechov para contar a separação progressiva de um casal.

O cineasta consegue retratar, com precisão, cada personagem sem nunca perder de vista a complexidade humana.

Sono de Inverno chega a Portugal a 8 de janeiro de 2015.

O filme polaco Ida arrecadou cinco galardões nos prémios do cinema europeu.

A ação desenrola-se nos anos 60. Uma freira órfã descobre que é judia e que os pais morreram durante a segunda guerra mundial. A partir de uma história pessoal e de forma subtil, o realizador Pawel Pawlikowski aborda o antissemitismo e o comunismo na Polónia.

Mommy é um filme de emoções fortes. O espetador oscila entre o deslumbre e a angústia ao acompanhar a relação entre uma mãe desesperada, um filho com problemas psicológicos e uma vizinha deprimida.

Graças a Mommy, Xavier Dolan venceu o prémio do júri em Cannes. Aos 25 anos, o realizador quebequense já fez cinco longas-metragens e é a aposta do Canadá para garantir o Óscar de melhor filme estrangeiro.

Mommy já estreou em Portugal e no Brasil.

A Euronews vai acompanhar as nomeações para os Óscares. Até lá, envie-nos os seus filmes favoritos de 2014 através do Facebook.