Última hora

Última hora

EUA: Obama condena assassínio de dois polícias em Nova Iorque

O presidente Barack Obama, condenou o assassínio de dois polícias em Nova Iorque, abatidos a tiro dentro do carro-patrulha por um homem, que fugiu

Em leitura:

EUA: Obama condena assassínio de dois polícias em Nova Iorque

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente Barack Obama, condenou o assassínio de dois polícias em Nova Iorque, abatidos a tiro dentro do carro-patrulha por um homem, que fugiu para uma estação de metro e se suicidou.

Ismaaiyl Brinsley, de 28 anos, havia postado nas redes sociais comentários hostis à polícia mencionando Eric Garner e Michael Brown, dois homens negros que morreram (sem estarem armados) em intervenções policiais nos últimos meses.

O presidente da câmara de Nova Iorque recordou os dois polícias assassinados.

“A nossa cidade está de luto, os nossos corações estão despedaçados. Perdemos dois homens bons que dedicaram a sua vida a proteger-nos. O agente Ramos e o agente Liu morreram em serviço a proteger a cidade que amavam”, disse Bill de Blasio.

Wenjian Liu – casado há dois meses – e Rafael Ramos, foram mortos a tiro no sábado, no bairro de Brooklyn, dentro do seu carro-patrulha. Ismaaiyl Brinsley disparou várias vezes através de uma janela e os polícias não tiveram tempo para reagir ao ataque, sendo atingidos na cabeça.

Este incidente acontece no momento em que as tensões raciais nos Estados Unidos estão ao rubro, depois de polícias terem morto negros desarmados e não terem sido condenados.