Última hora

Última hora

Arábia Saudita reitera que não "baixa produção" de petróleo

Em leitura:

Arábia Saudita reitera que não "baixa produção" de petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da OPEP, Abdullah al-Badri, espera uma subida dos preços do petróleo até ao final de 2015. Já a Arábia Saudita reafirma que não pretende baixar a produção.

O ministro saudita do Petróleo, Ali al-Naimi, diz-se insatisfeito com a atual cotação, mas acredita que acabará por subir. Acusa os países produtores não-membros da OPEP e os especuladores de estarem na origem da queda dos preços. Adianta também que “os países não-membros da OPEP são livres de cortar a própria produção”.

O barril de Brent recuou dos 115 dólares, em junho, para perto de 60 dólares. A queda acentuou-se desde finais de novembro, quando a OPEP, no meio de muitas divisões, decidiu não cortar a produção dos atuais 30 milhões de barris por dia.

Na mesma conferência em Abu Dhabi, o ministro do Petróleo dos Emirados Árabes Unidos pediu a todos os países produtores que não aumentem a produção em 2015, para que o mercado estabilize o mais depressa possível.