Última hora

Última hora

Operação "sobre-humana" para resgatar vidas no ferry em chamas

O inferno no mar Adriático já dura há mais de 24 horas para as 280 pessoas ainda a bordo do ferry ‘Norman Atlantic’. Está em curso uma enorme

Em leitura:

Operação "sobre-humana" para resgatar vidas no ferry em chamas

Tamanho do texto Aa Aa

O inferno no mar Adriático já dura há mais de 24 horas para as 280 pessoas ainda a bordo do ferry ‘Norman Atlantic’.

Point of view

Esforços sobre-humanos estão a ser feitos numa muito difícil operação levada a cabo em condições meteorológicas muito más, com ventos de nível 7, entre 50 e 60 quilómetros por hora, e estão a tornar-se piores.

Está em curso uma enorme operação de resgate em contrarrelógio para retirar os passageiros e tripulação do navio em chamas. Os ventos fortes e a falta de visibilidade condicionaram as ações noturnas das autoridades italianas e gregas que mobilizaram helicópteros, aviões e navios.

A chuva ainda ajudou a conter o incêndio mas não o extinguiu.

“Esforços sobre-humanos estão a ser feitos numa muito difícil operação levada a cabo em condições meteorológicas muito más, com ventos de nível 7, entre 50 e 60 quilómetros por hora, e estão a tornar-se piores. As operações vão continuar pela noite dentro se necessário”, declarou Nikos Lagkadianos, porta-voz da guarda costeira grega.

Há para já o registo de uma vítima mortal.

Já foram resgatadas 190 das 480 pessoas inicialmente a bordo. A maioria dos passageiros é grega, italiana e turca.

Desconhecem-se para já as causas do incêndio que, de acordo com as autoridades italianas, eclodiu por volta das 4 e meia da manhã de domingo.

Sabe-se que, há 10 dias, uma inspeção detetou deficiências na estrutura corta-fogo da embarcação.

O proprietário do navio afirmou que tudo foi resolvido e que o ferry estava em ordem.