Última hora

Última hora

Dissidente russo condenado e detido

O dissidente russo, Alexei Navalny, foi detido, na tarde desta terça-feira, em Mosvoco, pouco depois de ter ouvido um acordão de um tribunal que o

Em leitura:

Dissidente russo condenado e detido

Tamanho do texto Aa Aa

O dissidente russo, Alexei Navalny, foi detido, na tarde desta terça-feira, em Mosvoco, pouco depois de ter ouvido um acordão de um tribunal que o condenava a três anos e meio de prisão, com pena suspensa.

Navalny já estava em prisão domiciária, com pulseira eletrónica, desde Fevereiro.

No momento da detenção, tinha violado a prisão domiciliária e preparava-se para participar numa manifestação, dos seus apoiantes.

Foram detidas mais 22 pessoas.

A manifestação desta terça-feira não estava autorizada. Havia uma outra autorizada, para 15 de Janeiro, data inicialmente agendada para a leitura da setença. Mas o tribunal antecipou a leitura do acordão, e os manifestantes anteciparam também a concentração.

Navalny ainda se reuniu com alguns dos seus apoiantes e com jornalistas. Num breve discurso reconheceu a sua condição de detido domiciliário, mas também a sua vontade de estar com os que o apoiam.

A condenação que hoje foi lida corresponde a um roubo de quase 500 mil euros que terá concretizado, com a ajuda do irmão Oleg, da secursal mosvocita da empresa francesa de comésticos, Yves Rocher.

Oleg foi condenado a uma pena de prisão efetiva de três anos e meio.

Alexei já foi condenado, há um ano, a uma pena de prisão suspensa, por cinco anos.

Alexei Navalny é considerado o principal rival político do presidente, Wladimir Putin.