Última hora

Última hora

Ferry Norman Atlantic transportava imigrantes clandestinos

Dois albaneses morreram, hoje, durante as operações de reboque do ferry Norman Atlantic, no mar Adriático. Vítimas que se somam às 10 até, agora

Em leitura:

Ferry Norman Atlantic transportava imigrantes clandestinos

Tamanho do texto Aa Aa

Dois albaneses morreram, hoje, durante as operações de reboque do ferry Norman Atlantic, no mar Adriático.

Point of view

Dezenas de imigrantes clandestinos estariam a bordo do ferry de bandeira italiana, Norman Atlantic, que este domingo se incendiou no mar Adriático. 80 das 320 pessoas resgatadas com vida não constam na lista de passageiros.

Vítimas que se somam às 10 até, agora, confirmadas pelas autoridades italianas no incêndio que deflagrou a bordo da embarcação este domingo.

Por localizar estão, oficialmente, 176 pessoas. Um balanço que de acordo com o procurador de Bari é, ainda, provisório.

“Já não temos dúvidas que o barco transportava imigrantes clandestinos. Estas pessoas estariam escondidas na parte inferior da embarcação. Receamos, por isso, que mais corpos possam vir a ser encontrados” refere Giuseppe Volpe

Na lista de embarque constam 499 passageiros, mas a presença de imigrantes clandestinos a bordo do ferry vem baralhar as contas feitas, inicialmente, pelas autoridades italianas.

Mais de 40 sobreviventes chegaram, esta terça-feira, a Atenas.

As causas do acidente, ainda, não são conhecidas.