Última hora

Última hora

Matthias Walkner estreia-se a vencer num dia em que a morte regressou ao Dakar

Matthias Walkner precisou de apenas três etapas para conhecer o sabor da vitória no Dakar. O austríaco, antigo campeão do mundo de motocross, tem

Em leitura:

Matthias Walkner estreia-se a vencer num dia em que a morte regressou ao Dakar

Tamanho do texto Aa Aa

Matthias Walkner precisou de apenas três etapas para conhecer o sabor da vitória no Dakar. O austríaco, antigo campeão do mundo de motocross, tem impressionado na época de estreia no todo-o-terreno e foi o piloto mais rápido na ligação entre San Juan e Chilecito, na Argentina, com menos 40 segundos que o detentor do título, Marc Coma.

Joan Barreda continua a liderar a classificação geral com uma vantagem de 5m33s sobre Paulo Gonçalves. Rúben Faria é quinto, Hélder Rodrigues nono e Mário Patrão 33º.

Nos automóveis, a vitória sorriu ao homem da casa, Orlando Terranova. O argentino concluiu a tirada com menos 1m54s que Giniel de Villiers.

Nasser Al-Attiyah não foi além do quinto melhor tempo mas mantém-se na liderança da geral. Carlos Sousa é o melhor português na nona posição, Ricardo Leal dos Santos é 22º classificado.

Michal Hernik encontrado morto

Infelizmente a terceira etapa apenas veio confirmar o Dakar como uma das provas mais mortíferas do desporto mundial, Michal Hernik foi encontrado sem vida junto à sua moto.

O polaco tinha o capacete retirado e a organização já anunciou a abertura de um inquérito para determinar a causa da morte.

Hernik tornou-se no vigésimo oitavo piloto a morrer em pleno Dakar, o quinto desde que a prova passou a disputar-se na América do Sul.