This content is not available in your region

Charlie Hebdo: caricatura francesa perde quatro pesos pesados

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Wikipédia, AFP
Charlie Hebdo: caricatura francesa perde quatro pesos pesados

<p>O ataque contra o semanário satírico francês provocou pelo menos 12 mortos. Entre as vítimas estão quatro conhecidos cartonistas.</p> <p>Stephane Charbonnier, mais conhecido por “Charb” era, também, diretor do jornal satírico Charlie Hebdo. Um cargo que assumia desde maio de 2009. Autor de várias caricaturas do profeta Maomé para o semanário, Charb coloborava com outras publicações. Tinha 47 anos.</p> <p>Da lista faz, também, parte Jean Cabut. O caricaturista e autor de banda desenhada francês que colaborava com vários jornais satíricos tinha 76 anos.</p> <p>George Wolinski é outra das vítimas do ataque. O octogenário tornou-se cartonista na década de 60. Em maio de 1968 foi um dos fundadores da revista satírica L’Enragé. Colaborava atualmente com publicações como o Libération e o Paris-Match.</p> <p>Outro dos pesos pesados é Bernard Velhac, conhecido por Tignous. O caricaturista que nasceu em 1957 também se encontrava na redação do semanário satírico, Charlie Hebdo, aquando do ataque e é outra das vítimas mortais.</p> <p>Quatro homens que fizeram do humor uma arma apreciada por uns e criticada por outros.</p>