Última hora

Última hora

Porque é que o preço da gasolina não cai como o petróleo?

Pergunta de Julia, de Limoges, França: “Com a queda do valor do petróleo, o preço dos combustíveis diminuiu, mas não na mesma proporção. Porquê? É

Em leitura:

Porque é que o preço da gasolina não cai como o petróleo?

Tamanho do texto Aa Aa

Pergunta de Julia, de Limoges, França:

“Com a queda do valor do petróleo, o preço dos combustíveis diminuiu, mas não na mesma proporção. Porquê? É uma tendência que vai continuar?”

Resposta de Thomas Porcher, economista:

“Há duas razões para que a queda dos preços do petróleo não seja simétrica à dos preços dos combustíveis. Primeiro, o valor do petróleo estabelece-se em dólares e este é comprado noutras divisas.

Na Europa, por exemplo, é preciso ter em conta a taxa de câmbio entre o euro e o dólar. Em segundo lugar, grande parte do preço dos combustíveis assenta em taxas fixas. Em França, por exemplo, representam praticamente 50% do montante final.

Se continuarmos com o caso francês, uma redução de 50% nos preços do petróleo estabelecidos em dólares, corresponde a uma queda de cerca de 40%; quanto aos preços nas estações de serviço, a descida é de apenas 17%.

Em relação à segunda pergunta: isto vai durar? Os economistas são consensuais em afirmar que o preço do petróleo vai voltar a subir. Outra questão é: quanto e em que espaço de tempo?

Segundo a Agência Internacional de Energia, o preço deverá subir daqui a dois anos. Outros são mais otimistas. É o meu caso: creio que o valor poderá escalar já a partir do segundo semestre de 2015.

Quanto mais forte for a queda do preço do petróleo, mais vigorosa será a subida. Hoje em dia, como os preços desceram tanto, os investimentos em recursos não convencionais, como o petróleo de xisto, deixaram de ser rentáveis.

Há, portanto, menos investimento, menos oferta e mais tensão sobre os preços. Ou seja, a descida será provavelmente temporária.”

Se quiser colocar uma questão no Utalk, clique na ligação abaixo