Última hora

Última hora

Globos de Ouro: Boyhood - o melhor drama; Grand Budapest Hotel - a melhor comédia

A entrega dos Globos de Ouro, os melhores filmes e séries televisivas escolhidos pela Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood realizou-se

Em leitura:

Globos de Ouro: Boyhood - o melhor drama; Grand Budapest Hotel - a melhor comédia

Tamanho do texto Aa Aa

A entrega dos Globos de Ouro, os melhores filmes e séries televisivas escolhidos pela Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood realizou-se este domingo.

Os participantes na cerimónia não esqueceram os atentados de Paris e a mobilização mundial “Eu sou Charlie”. George Clooney, que recebeu, desta vez, um prémio de carreira, declarou:

“Hoje foi um dia extraordinário. Houve milhões de pessoas não só em Paris, mas por todo o mundo e havia cristãos, judeus, muçulmanos, líderes de países do mundo inteiro. E não desfilaram para protestar, desfilaram para reforçar a ideia de que não caminhamos com medo”. Eu sou Charlie!”

Quanto aos prémios, o juri desta edição, a septuagésima segunda, escolheu como melhor filme dramático “Boyhood – Da Infância à Juventude”. 12 anos na vida de uma rapaz, confrontado com o divórcio dos pais.

O galardão da melhor comédia, ou musical foi atribuído ao Grand Budapest Hotel que conta as peripécias de Gustave H, o rececionista de um conceituado hotel no período entre as duas guerras, e Zero Moustafa, o paquete.

A lista dos Globos de Ouro, é longa. Nas séries televisivivas, The Affair foi considerada a melhor série dramática.

Lista dos premiados:

Melhor Filme (Drama):

“Boyhood”

Melhor Filme (Comédia ou Musical):

“The Grand Budapest Hotel”

Melhor Realizador:

Richard Linklater, por “Boyhood”

Melhor Atriz (Comédia ou Musical):

Amy Adams, em “Big Eyes”

Melhor Ator (Comédia ou Musical):

Michael Keaton, em “Birdman”

Melhor Atriz (Drama):

Julianne Moore, em “Still Alice”

Melhor Ator (Drama):

Eddie Redmayne, em “The Theory of Everything”

Melhor Ator Secundário:

J. K. Simmons, em “Whiplash”

Melhor Atriz Secundária:

Patricia Arquette, em “Boyhood”

Melhor Argumento: Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris e Armando Bo, por “Birdman”

Melhor Filme Estrangeiro:

“Leviafan”, de Andrey Zvyagintsev (Rússia)

Melhor Filme de Animação:

“How to Train Your Dragon 2”

Melhor Banda Sonora Original:

“Yohan Yohanson, por Theory of Everything”

Melhor Música Original:

“Glory” em Selma (John Legend, Common)

Prémio Cecil B. DeMille:

George Clooney

Séries:

Melhor série (Drama):
“The Affair”

Melhor série (Comédia ou Musical
“Transparent”