Última hora

Última hora

Ataque falhado: Boko Haram perde mais de uma centena de combatentes nos Camarões

Pelo menos 143 militantes do grupo radical nigeriano Boko Haram foram mortos nos Camarões pelas forças armadas do país após um ataque falhado contra

Em leitura:

Ataque falhado: Boko Haram perde mais de uma centena de combatentes nos Camarões

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 143 militantes do grupo radical nigeriano Boko Haram foram mortos nos Camarões pelas forças armadas do país após um ataque falhado contra uma base militar.

O número é avançado pelo governo camaronês que dá ainda conta da apreensão de um importante arsenal de guerra.

O ataque ocorreu em Kolofata, no noroeste dos Camarões, perto da fronteira com a Nigéria. Durante os confrontos pelo menos um militar morreu e quatro ficaram feridos.

O Boko Haram que desde há vários anos semeia o terror no norte da Nigéria tem vindo a intensificar as ações de violência. Só em Baga, o grupo terá assassinado no início do mês 2 mil pessoas.

As Nações Unidas não confirmam nem desmentem. Jens Laerke, porta-voz gabinete de coordenação humanitária diz ter apenas disponíveis dados relativos ao número de deslocados, na ordem dos 150 mil, fruto dos mais recentes ataques em Baga. Informações fornecidas pelos serviços de emergência do estado de Borno. Números que as Nações Unidas têm ainda de confirmar.

O Governo da Nigéria reviu, entretanto, em baixa o número de mortos em Baga, no nordeste do país, e estima que o número de vítimas mortais não ultrapasse as 150. Os mais críticos acusam o poder político de faltar à verdade e falam de um verdadeiro “massacre.” Um cenário que é confirmado no próprio relatório da Amnistia Internacional que aponta para um dos ataques mais mortíferos na região.

No fim de semana, o grupo radical islâmico utilizou duas crianças como bombistas suicidas. Cerca de 30 pessoas morreram e mais de 60 ficaram feridas.