Última hora

Última hora

Charlie Hebdo: A indignação no mundo árabe

Uma vaga de indignação levantou-se no mundo árabe contra o Charlie Hebdo. No Níger manifestantes de confissão muçulmana incendiaram três igrejas na

Em leitura:

Charlie Hebdo: A indignação no mundo árabe

Tamanho do texto Aa Aa

Uma vaga de indignação levantou-se no mundo árabe contra o Charlie Hebdo.

No Níger manifestantes de confissão muçulmana incendiaram três igrejas na capital, Niamey e ainda vários restaurantes, o centro cultural francês e viaturas da polícia.

Trata-se do mais recente protesto em ex-colónias africanas da França por causa das caricaturas do profeta Maomé no jornal satírico.

Ontem cinco pessoas foram mortas em protestos semelhantes em Niamey durante o ataque a uma esquadra da polícia, perto da mesquita principal da cidade.

As autoridades proibiram a reunião convocada por líderes muçulmanos locais mas a interdição não foi respeitada.

Manifestações também foram relatados noutras cidade do país incluindo Maradi, a 600 km da capital. Aqui duas igrejas foram igualmente queimadas assim como a residência do ministro dos Negócios Estrangeiros.

Quatro pregadores muçulmanos que tinham convocado a reunião em Niamey foram presos.