Última hora

Última hora

Eleições Grécia: Gregos que vivem fora do país não podem votar

Os gregos que vivem fora do país estão excluídos do processo eleitoral, a não ser que viagem para a Grécia. São pelo menos 500 mil, o que corresponde

Em leitura:

Eleições Grécia: Gregos que vivem fora do país não podem votar

Tamanho do texto Aa Aa

Os gregos que vivem fora do país estão excluídos do processo eleitoral, a não ser que viagem para a Grécia. São pelo menos 500 mil, o que corresponde a cerca de 8% da população votante. Entre eles estão alguns emigrantes gregos que a euronews encontrou em Bruxelas.

Nikos Korogiannakis, é advogado, e lembra que “o que está a acontecer na Grécia afeta, com toda a certeza, a nossa vida. Temos família lá e se tivermos alguma propriedade também pagamos impostos. “

Nick Rousnidis tem 29 anos, estudou economia e relações internacionais e saiu da Grécia em 2011, em plena crise. Gostava de ir à Grécia para votar. Nick explica que viveu “nos últimos anos fora da Grécia mas isso não quer dizer que não me preocupe com a minha família, com os meus amigos e com o futuro do meu país. Espero que o próximo governo melhore a situação na Grécia para podermos voltar um dia.”

Vários gregos que vivem no estrangeiro criaram uma página na internet onde, quem quiser, pode ajudar quem não tem capacidade financeira para regressar a casa apenas para votar. Conseguiram angariar 12 mil euros.
Stefanos Ioannou vive em Londres, mas voou para Atenas com esta ajuda. “Crescemos aqui, estudamos aqui e todos nós queremos contribuir para este país com o nosso conhecimento e experiência. A imigração não é uma escolha de estilo de vida. Não saímos apenas para ter mais 500 euros na conta e comprar um carro melhor. Saímos porque queriamos viver com mais dignidade, é nisso que estamos interessados”, garante Stefanos.

Entretanto também está a correr uma petição para que a lei eleitoral mude na Grécia.