Última hora

Última hora

Valls diz que atendados enfatizam problema de fundo em França

Duas semanas depois dos atentados de Paris, 122.000 elementos das forças de segurança francesas estão mobilizados para proteger locais estratégicos

Em leitura:

Valls diz que atendados enfatizam problema de fundo em França

Tamanho do texto Aa Aa

Duas semanas depois dos atentados de Paris, 122.000 elementos das forças de segurança francesas estão mobilizados para proteger locais estratégicos, em consequência do elevado nível de alerta.

O primeiro-ministro Manuel Valls apresentou esta quarta-feira o novo plano reforçado de luta contra o terrorismo.

No Parlamento, Valls reconheceu que o país sofre de um problema de fundo, sublinhando que “mesmo antes destes acontecimentos trágicos, havia um problema de divisão territorial, que não afeta apenas as áreas urbanas. Há um sentimento mais generalizado de relegação, de crise de identidade e de crise de confiança face aos representantes públicos e à elite no poder. Isto foi enfatizado [pelo que aconteceu], apesar da maravilhosa resposta [a que assistimos] por parte do povo francês”.

O plano do executivo prevê a criação de mais 2680 postos de trabalho na polícia, justiça, serviços secretos e prisões. Três mil pessoas, dentro e fora do país, serão vigiadas por suspeita de ligações a redes terroristas.

O governo vai desbloquear 425 milhões de euros para melhorar o funcionamento das forças da ordem, investindo nomeadamente na luta contra a radicalização religiosa, dentro e fora das prisões, e através da internet.