Última hora

Última hora

Europe Weekly: Combate ao terrorismo e eleições gregas aumentam tensão na UE

A Europa ainda vive em plena tensão depois do massacre de Paris de há duas semanas. Por isso, os líderes europeus procuram, desesperadamente, novas regras, normas e medidas para combater o terrorismo,

Em leitura:

Europe Weekly: Combate ao terrorismo e eleições gregas aumentam tensão na UE

Tamanho do texto Aa Aa

À margem da União Europeia, os Estados-membros reagiram de forma diferente às necessidades de mais segurança na Europa, o que torna ainda mais difícil o trabalho da Comissão para encontrar um plano firme. Esta quarta-feira, o executivo europeu anunciou que foram incluídas medidas anti-terrorismo no programa de trabalho para os próximos cinco anos. Medidas que devem estar prontas até maio.

Depois do massacre no Charlie Hebdo em França, há duas semanas, a polícia e as forças de segurança na Europa realizaram várias operações contra o que chamaram de ameaças terroristas.

“Equilibrar o orçamento não requer, automaticamente, austeridade” garante Alexis Tsypras, líder do SYRIZA, partido que deve vencer as eleições gregas. As sondagens dão-lhe uma grande vantagem.

Alexis Tsypras promete também respeitar os compromissos orçamentais gregos, a continuidade na Zona Euro e esforçar-se para fazer as pazes com o resto da Europa. Falta saber se têm os instrumentos necessários para tirar o seu povo do “vale de lágrimas”.

Na próxima semana, na segunda-feira, o Eurogrupo reune-se em Bruxelas com o resultado das eleições gregas na agenda. Na terça, o mundo recorda os horrores do Holocausto e na quinta-feira, os ministros dos assuntos internos europeus discutem o combate ao terrorismo em Riga.