Última hora

Última hora

Grécia: Syriza aumenta vantagem na reta final da campanha

Em leitura:

Grécia: Syriza aumenta vantagem na reta final da campanha

Tamanho do texto Aa Aa

Um voto de castigo ou uma verdadeira alternativa para a Grécia. O partido Syriza continua a aumentar a vantagem nas sondagens (+7%), face ao Nova Democracia do primeiro-ministro Samaras, mas sem a certeza de obter uma maioria absoluta no parlamento nas eleições de domingo.

A responsável da campanha do partido conservador Nova Democracia, Maria Spyraki, afirma-se confiante:

“Nós não vamos deixar que os nossos esforços sejam destruídos pelos cenários de morte económica súbita defendidos pelo Syriza. Os gregos já escolheram a estabilidade dentro da UE e da zona euro e já atravessaram muitos sacrifícios e não vamos deixar que estes sacrifícios tenham sido em vão”.

Em Bruxelas, o presidente do eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, deixou uma nova mensagem ao partido de extrema-esquerda liderado por Alexis Tsipras, ao afirmar que, “a Grécia tem de aceitar as regras da zona euro se quer permanecer no eurogrupo”.

Uma reunião de emergência dos países da zona euro foi convocada para segunda-feira, após o resultado das eleições.

Para o responsável do programa económico do Syriza, Yannis Milios, “a Europa não tem nada a temer da decisão do povo grego em votar no nosso partido. O nosso programa defende a estabilidade económica e a justiça. A vitória do Syriza vai ser o início de uma mudança democrática e social na Grécia”.

Sem uma maioria absoluta, o Syriza terá que negociar uma coligação com outros partidos, quando o partido de extrema-direita “Aurora Dourada” poderia ficar em terceiro lugar no escrutínio e 10% dos eleitores permanecem indecisos.