Última hora

Última hora

Europa conforta refugiados ucranianos

A euronews testemunhou a chegada a Dnipropetrovsk de uma parte da ajuda humanitária prometida pela União Europeia às populações deslocadas na Ucrânia.

Em leitura:

Europa conforta refugiados ucranianos

Tamanho do texto Aa Aa

Dnipropetrovsk fica a 250 km de Donetsk, o centro do conflito no leste da Ucrânia. É aqui que dezenas de milhares de pessoas estão refugiadas e foi aqui que chegaram três aviões carregados de roupa, comida, cobertores e aquecedores. É uma parte da ajuda humanitária prometida pela União Europeia.

Point of view

Já não há ninguém a viver na nossa rua. Está tudo destruído. Trouxe comigo roupa de verão e documentos, foi tudo o que pude trazer. Estávamos sob bombardeamento.

“Já não há ninguém a viver na nossa rua. Está tudo destruído. Trouxe comigo roupa de verão e documentos, foi tudo o que pude trazer. Estávamos sob bombardeamento”, conta Nataliya Lysenko, refugiada.

Quem pôde ver com os próprios olhos a situação destes refugiados foram o comissário europeu para a ajuda humanitáia e gestão de crises, Christos Stylianides, e o embaixador da União Europeia na Ucrânia, Jan Trombinski: “As primeiras impressões são tristes, porque estas pessoas perderam tudo o que tinham na vida em Donetsk e em Luhansk”, conta o embaixador.

Maria Korenyuk, enviada especial da euronews à região, testemunha: “Há 84 mil refugiados com registo oficial na região de Dnipropetrovsk. Vieram não só de Donetsk e Luhansk, como também da Crimeia, território sob ocupação. As autoridades locais prometeram criar postos de trabalho e dar-lhes formação profissional, para que no futuro estas pessoas possam subsistir sozinhas.”