Última hora

Última hora

Ataque em Israel: a vingança do Hezbollah e de Teerão?

Desde há mais de duas semanas que o grupo islamita Hezbollah prometia vingar a morte de seis militantes durante um bombardeamento israelita na zona

Em leitura:

Ataque em Israel: a vingança do Hezbollah e de Teerão?

Tamanho do texto Aa Aa

Desde há mais de duas semanas que o grupo islamita Hezbollah prometia vingar a morte de seis militantes durante um bombardeamento israelita na zona síria dos montes Golã.

Um comando intitulado, “Mártires de Quneitra” reivindicou o ataque desta quarta-feira, em alusão ao local dos bombardeamentos de 18 de janeiro.

Entre as vítimas do raide aéreo israelita encontrava-se Jihad Mughinyeh, o filho de um célebre comandante do Hezbollah assassinado em Damasco em 2008.

O ataque provocou igualmente a morte do general iraniano Mohammad Ali Allahdadi membro dos guardas da revolução, o corpo de elite do exército.

Teerão tinha prometido responder ao ataque, afirmando que o general se encontrava na Síria para prestar assistência ao exército de Bashar Al-Assad na luta contra os rebeldes do país.