Última hora

Última hora

Schulz em Atenas: Tsipras quer discutir e isso é uma "muito, muito boa notícia"

O novel primeiro-ministro grego manteve, com o presidente do Parlamento Europeu, um discurso mais tranquilizador e consensual do que o teor dos seus comícios de campanha

Em leitura:

Schulz em Atenas: Tsipras quer discutir e isso é uma "muito, muito boa notícia"

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia está à procura de soluções “comuns” com os parceiros europeus. Este é, em resumo, o discurso do novel primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, face ao presidente do parlamento europeu, Martin Schulz.

Um discurso menos maniqueísta e mais matizado do que o teor dos comícios eleitorais do Syriza, que deram a vitória, no domingo, ao partido de extrema-esquerda.

Schulz, primeiro alto dirigente da União Europeia a deslocar-se a Atenas, após as eleições, parece convencido:

“O governo Tsipras pensa fazer propostas e quer discutir essas propostas com os parceiros para alcançar soluções. Penso que é uma muito, muito boa mensagem”, admitiu Schulz.

Alexis Tsipras jogou a carta da confiança: “O nosso objetivo comum é o regresso ao desenvolvimento, o regresso ao emprego, o regresso à coesão social na Grécia. Estamos a negociar com segurança. Garantimos estabilidade.”

A Grécia sai de seis anos de profunda austeridade e Alexis Tsipras ganhou as eleições com a promessa de renegociar e anular uma parte da dívida grega.

Desde quarta-feira, o discurso do primeiro-ministro tinha provocado alguns calafrios, na Europa, e na própria bolsa de Atenas, que recuou mais de 9 por cento. Uma queda ainda não recuperada pelos 3,16% ganhos esta quinta-feira.