Última hora

Última hora

5 razões para ver "A ilha do milho" de George Ovashvili

Em leitura:

5 razões para ver "A ilha do milho" de George Ovashvili

Tamanho do texto Aa Aa

1. “A ilha do Milho” é um filme poético com contornos políticos.
A ação desenrola-se no rio Inguri, entre a Geórgia e a Abecásia separatista. Um homem abecásio instala-se num dos ilhéus efémeros do rio, para cultivar milho, com a ajuda da neta. A solidão dos protagonistas só é perturbada pela passagem dos guardas fronteiriços georgianos e abecásios.

2. O filme tem pouquíssimos diálogos mas graças a uma encenação meticulosa o realizador georgiano consegue manter viva a curiosidade do espetador ao longo de 1h40m.

3. A obra tem um lado comtemplativo, e, ao mesmo tempo, o realizador consegue criar uma atmosfera de tensão e suspense até ao desfecho final.

4. A personagem da neta é especialmente misteriosa. O realizador retrata com delicadeza a passagem da infância à adolescência.

5. O filme tem vários níveis de leitura e coloca uma questão essencial: afinal de quem é a terra? A resposta é inesperada.