Última hora

Última hora

Ucrânia: Exército admite perdas pesadas

O Exército ucraniano admitiu ter sofrido o dia mais sangrento dos últimos nove meses de conflito no leste do país, com a morte de 15 soldados no

Em leitura:

Ucrânia: Exército admite perdas pesadas

Tamanho do texto Aa Aa

O Exército ucraniano admitiu ter sofrido o dia mais sangrento dos últimos nove meses de conflito no leste do país, com a morte de 15 soldados no espaço de 24 horas.

A situação no terreno não para de se deteriorar. Os últimos dias ficaram marcados por combates particularmente violentos e, esta sexta-feira, os separatistas pró-russos ameaçaram alargar a ofensiva “até à libertação total das regiões de Lugansk e Donetsk”, onde uma grande parte do território continua nas mãos das forças de Kiev.

Os rebeldes conseguiram assumir o controlo parcial da cidade estratégica de Debaltseve.

Mais de duas dezenas de civis perderam a vida em bombardeamentos, nomeadamente no próprio centro de Donetsk.

Na cidade bastião dos separatistas, o bilionário Rinat Ahmeto financiou a instalação de vários centros de distribuição de bens de primeira necessidade, que oferecem assistência a milhares de ucranianos.

Segundo as Nações Unidas, o conflito já fez mais de um milhão de deslocados.