Última hora

Última hora

Ucrânia: separatistas convocam milhares de soldados em clima de guerra aberta

Os líderes separatistas ucranianos apelaram a uma mobilização geral para recrutar cerca de 100 mil homens nos próximos dez dias em Donetsk e Luhansk

Em leitura:

Ucrânia: separatistas convocam milhares de soldados em clima de guerra aberta

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes separatistas ucranianos apelaram a uma mobilização geral para recrutar cerca de 100 mil homens nos próximos dez dias em Donetsk e Luhansk.

Um anúncio que soa a uma declaração de guerra quando o responsável dos rebeldes anunciou em Donetsk que vai suspender a sua participação nas negociações de paz de Minsk após o fracasso de sábado.

Palavras que aumentam a tensão no território, quando cinco militares ucranianos e sete civis morreram nos combates, em Donetsk e Debaltseve, desde o fim de semana.

Milhares de pessoas foram obrigadas a abandonar a cidade de Debaltseve, um importante e estratégico nó ferroviário, que é palco do novo braço de ferro entre os dois campos.

Os refugiados foram albergados provisioriamente numa estância de férias em Svyatorhisk.

“A nossa cidade é agora uma cidade fantasma, não há eletricidade, toda a gente fugiu, a localidade é agora apenas um buraco negro. Tudo ficou destruído. A situação é terrível e o mundo precisa de saber o que está a acontecer”, afirma uma refugiada.

A Ucrânia voltou a denunciar a entrada de mais tropas e equipamento militar russo, esta manhã, quando afirma que mais de 9 mil soldados enviados por Moscovo estarão a apoiar a ofensiva separatista.