Última hora

Última hora

Ucrânia: Kiev e rebeldes retiram civis da linha da frente

Os rebeldes pró russos abriram um corredor para a evacuação civil de Uglekorsk, uma cidade da província de Donetsk, bastião governamental, que caiu

Em leitura:

Ucrânia: Kiev e rebeldes retiram civis da linha da frente

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes pró russos abriram um corredor para a evacuação civil de Uglekorsk, uma cidade da província de Donetsk, bastião governamental, que caiu nas mãos dos separatistas no dia 30.

As forças leais a Kiev não cessaram os ataques e Uglekorsk não é a única localidade ensombrada pelos combates, muitas outras são alvo de violência.

O destino de muitas pessoas que escapam à guerra é a Rússia. Outras ainda não sabem para onde vão. Uma coisa é certa: deixam a cidade e o inferno dos combates. “Não sabemos ainda para onde vamos… algures, fora desta casa de loucos”, diz uma mulher.

Do outro lado da linha da frente, as forças armadas ucranianas também tentam evacuar Debalteseve.

O conflito já fez mais de 5350 mortos e 12 mil feridos desde de abril. Só na última semana morreram 224 civis.

De acordo com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad al Hussein, espera-se uma catástrofe humanitária se os combates aumentarem de intensidade.

Vivem na zona de guerra cerca de 5 milhões de pessoas.