Última hora

Última hora

Alemanha e Espanha "puxam" pela zona euro, França em queda

Em leitura:

Alemanha e Espanha "puxam" pela zona euro, França em queda

Tamanho do texto Aa Aa

O setor privado da zona euro, impulsionado pelas boas prestações da Alemanha e da Espanha, que contrabalançaram nova queda da França, registou em janeiro deste ano o crescimento mais rápido dos últimos seis meses. Ao mesmo tempo, as empresas cortaram os preços à taxa mais alta em quase cinco anos.

Conculte aqui em PDF o relatório do PMI da Markits Economics

De 51,4 pontos, de dezembro, o PMI – o Índice de Gestores de Compras, avaliado pela Markit Economics – subiu para 52,6 pontos em janeiro deste ano – valores acima dos 50 pontos significam crescimento económico.

O PMI alemão chegou aos 53,5 pontos, ultrapassando as estimativas em quase um ponto. Melhor esteve o espanhol, cuja previsão tocava os 54,6 pontos, mas chegou aos 56,9 pontos. O PMI francês registou um recuo pelo nono mês consecutivo e fixou-se nos 49,5 pontos.

Consulte aqui o relatório da Markits Economis para o PMI francês

A Bloomberg justifica o bom momento global da zona euro com a queda dos preços do petróleo. Isto numa altura em que o Banco Central Europeu (BCE) se prepara para implementar um novo programa de incentivo ao investimento, o que já terá levado os empresários a entrar confiantes no mercado em janeiro.