Última hora

Última hora

"Ascensão de Júpiter": O futuro do universo em perigo

Em leitura:

"Ascensão de Júpiter": O futuro do universo em perigo

Tamanho do texto Aa Aa

“Ascensão de Júpiter” o novo filme de ficção científica dos irmãos Andy e Lana Wachowski, os realizadores de “Matrix”. “Ascensão de Júpiter” narra a

O novo filme de ficção científica dos irmãos Andy e Lana Wachowski (realizadores de “Matrix”) narra a história de Jupiter Jones, incarnada pela atriz Mila Kunis.

Jupiter sonha com as estrelas mas vive uma vida bastante banal. Um dia, Caine, interpretado por Channing Tatum, um soldado geneticamente, manipulado, chega à terra à sua procura. June é a herdeira de um extraordinário legado que pode alterar a ordem do Comos.

Balem, vivido pelo ator Eddie Redmayne, vai fazer tudo para que Jupiter não assuma a herança. Para o ator, o papel foi um grande desafio porque teve de atuar num estúdio Chroma Key, diante de um fundo verde.

“Estava um pouco preocupado porque a minha imaginação não é muito boa. Sabia que muita coisa se iriam desenrolar em frente de um ‘chroma’ verde. Pensei que pudesse ficar inibido. Estranhamente, achei que foi um pouco libertador”, afirma Eddie Redmayne.

“O Channing e eu queríamos fazer um filme juntos e fazer um filme de ficção científica com os Wachowski creio que é algo que todas as pessoas adorariam fazer, se forem aficionados. Por isso, para mim foi ser excêntrica, todos os dias”, confidencia Mila Kunis.

Lana Wachowski confidenciou que a inspiração surgiu por via de uma busca interna da própria identidade.

“Estava a pensar sobre a ideia de casa. Tinha estado na estrada, durante 10 anos, a fazer a trilogia e voltei a casa, por altura do Ação de Graças. Estava a ler a ‘Odisseia’ e a ver ‘O feiticeiro de Oz’ e pensei como estas duas histórias falavam sobre a casa em relação à identidade e como essa identidade muda. A casa é este lugar para onde retornamos”, assegura.

“Ascensão de Júpiter” chega às salas de cinemas portuguesas e brasileiras a 5 de fevereiro.