Última hora

Última hora

Marselha: "Lei da bala" de regresso às ruas

A cidade francesa foi, mais uma vez, palco de um episódio violento, com um carro da polícia alvejado durante um tiroteio.

Em leitura:

Marselha: "Lei da bala" de regresso às ruas

Tamanho do texto Aa Aa

A violência voltou às ruas de Marselha. Um tiroteio num bairro social da cidade acabou com um carro da polícia a ser alvejado.

Point of view

Já não nos sentimos seguros aqui. As crianças ficam traumatizadas, o meu filho está na escola. Há tiros e estamos fartos disto.

As forças da ordem tinham sido chamadas ao local, depois de dado o alerta de um tiroteio, envolvendo homens armados com espingardas automáticas Kalashnikov.

Os homens dispararam sobre a viatura da polícia, onde viajava o diretor distrital de segurança pública Pierre-Marie Bourquinel.

A situação acabou por ser controlada pelo GIPN, uma unidade de elite da polícia francesa.

A zona onde se deu o tiroteio alberga várias escolas, o que deixou os pais preocupados: “Já não nos sentimos seguros aqui. As crianças ficam traumatizadas, o meu filho está na escola. Há tiros e estamos fartos disto. As coisas têm de mudar”, diz uma mãe.

O tiroteio obrigou ao fecho de uma creche e fez com que os alunos de uma escola ficassem barricados no estabelecimento.

A polícia privilegia a pista do tráfico de droga e do ajuste de contas entre gangues rivais, em vez da pista terrorista. Perto da zona dos incidentes, que não fizeram vítimas, foi descoberto um esconderijo com várias espingardas Kalashnikov.