Última hora

Última hora

Turista japonesa violada na Índia

Mais um caso de violação na Índia. Uma turista japonesa apresentou queixa na polícia, esta segunda-feira, alegando ter sido violada por um guia

Em leitura:

Turista japonesa violada na Índia

Tamanho do texto Aa Aa

Mais um caso de violação na Índia. Uma turista japonesa apresentou queixa na polícia, esta segunda-feira, alegando ter sido violada por um guia turístico, na cidade de Jaipur.

Segundo o responsável da polícia local, a jovem japonesa, de 20 anos, explicou que o guia lhe propusera visitar a cidade de mota no domingo, vindo a agredi-la numa zona isolada.

No início do mês passado, outra turista japonesa de 22 anos tinha apresentado uma queixa por violação, contra dois guias turísticos. O caso terá ocorrido em novembro de 2014 em Calcutá e os dois homens foram detidos para investigação.

Este é mais um caso a somar a uma série de outros ocorridos na Índia. As vítimas são muitas vezes mulheres estrangeiras, frequentemente drogadas antes de serem atacadas.

Em janeiro, uma dinamarquesa de 51 anos foi vítima de uma violação em grupo, no centro de Nova Deli, uma dezena de dias depois de uma polaca ter sido drogada e violada por um condutor de taxi a caminho da capital com uma filha de dois anos.

Em junho, aconteceu o mesmo a uma turista americana de 30 anos, em Manali, ao mesmo tempo que outro caso teve lugar na mesma localidade, sendo a vítima uma irlandesa de 21 anos, voluntária numa organização caritativa.

Alguns meses antes, uma turista suíça fora vítima de uma violação no centro do país, onde em janeiro de 2013 uma sil-coreana fora drogada e violada pelo filho do proprietário do hotel onde estava alojada.

Face à multiplicação deste tipo de violência, a população tem protestado nas ruas, exigindo maior competência da polícia indiana no tratamento destes casos e maior segurança para as mulheres.

A violação em grupo de uma estudante indiana que faleceu em consequência dos ferimentos, em dezembro de 2012, em Nova Deli, suscitou uma vaga de indignação na Índia. Enquanto as agressões de estrangeiras conseguem espaço mediático, as mulheres indianas vítimas de violação são mais facilmente ignoradas pelos média.