Última hora

Última hora

Brasil: campanha de prevenção da SIDA propõe sexo sem proteção

Uma campanha de prevenção da Sida em forma de provocação. A três dias do início do carnaval, o governo brasileiro revelou ter criado cinco perfis

Em leitura:

Brasil: campanha de prevenção da SIDA propõe sexo sem proteção

Tamanho do texto Aa Aa

Uma campanha de prevenção da Sida em forma de provocação. A três dias do início do carnaval, o governo brasileiro revelou ter criado cinco perfis falsos em redes sociais de encontros casuais.

Os cinco personagens fictícios propunham, desde janeiro, sexo sem proteção aos utilizadores das aplicações Tinder e Hornet.

Mais de 2 mil pessoas responderam ao convite, recebendo, em troca, uma mensagem de sensibilização para a importância do preservativo ou de um teste de SIDA.

“Nós precisamos de atingir os mais jovens quer sejam hetero ou homosexuais. E precisamos de alcancá-los com uma linguagem direta e informativa, que esclareça e apele aos adolescentes para que respeitem os parceiros ao praticar sexo seguro”, segundo o ministro da Saúde brasileiro, Arthur Chioro.

Segundo uma sondagem recente, 45% dos brasileiros admitem praticar sexo sem proteção, mesmo que a maioria reconheça a importância da prevenção.

O governo vai distribuir cerca de 70 milhões de preservativos durante os cinco dias de Carnaval, propondo, em paralelo, testes gratuitos de despistagem de SIDA.

Uma forma de prosseguir a luta contra um vírus que infeta todos os anos mais 39 mil pessoas no país.