Última hora

Última hora

Sangrentos combates no leste da Ucrânia

No leste da Ucrânia os combates são cada vez mais sangrentos. Kramatorsk, a cerca de 50 km a norte da linha de frente, é palco de uma violenta

Em leitura:

Sangrentos combates no leste da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

No leste da Ucrânia os combates são cada vez mais sangrentos.

Kramatorsk, a cerca de 50 km a norte da linha de frente, é palco de uma violenta batalha contra a sede militar local da Ucrânia próxima de blocos de apartamentos residenciais.

A cidade é atingida pela artilharia separatista de maneira quase ininterrupta.

Como sempre os rebeldes negam estar a disparar contra a cidade

Os separatistas cortaram um entroncamento rodoviário e ferroviário em poder do governo e informaram que só terminam a ofensiva quando controlarem o território.

Debaltseve é um importante polo de transportes que liga as duas principais bastiões rebeldes Donetsk e Luhansk..

Em Vuhlehirsk, uma pequena cidade capturada na semana passada, saraivadas de artilharia cairamem ambas as direções para cercar as forças do governo.

Kiev anunciou que suas forças haviam lançado uma contra-ofensiva no sudeste para aliviar a pressão separatista na cidade costeira de Mariupol, a maior cidade nas províncias rebeldes ainda nas mãos do governo.

Pelo menos sete militares ucranianos morreram e 23 ficaram feridos nas últimas 24 horas.

O comando dos separatistas informou ontem que, após quase duas semanas de combates, conseguiram cercar Debaltsevo onde se encontrariam cercados seis mil soldados do governo.

De acordo com dados da ONU, mais de 5.300 pessoas, entre combatentes e civis, morreram nos quase dez meses de conflito armado nas regiões orientais da Ucrânia.