Última hora

Última hora

Iémen: Embaixadas ocidentais fecham portas

As principais embaixadas na capital do Iémen, Sana, foram encerradas por motivos de segurança e as autoridades de vários países aconselharam os

Em leitura:

Iémen: Embaixadas ocidentais fecham portas

Tamanho do texto Aa Aa

As principais embaixadas na capital do Iémen, Sana, foram encerradas por motivos de segurança e as autoridades de vários países aconselharam os respetivos cidadãos a deixarem o país.

Há receios de guerra civil depois da milícia chiita ter tomado conta do poder e milhares de pessoas estarem nas ruas em protesto contra a mudança.

A Grã-Bretanha e a França tomaram a decisão esta quarta-feira depois de os Estados Unidos terem encerrado e retirado o pessoal das instalações diplomáticas.

A embaixada alemã vai seguir o mesmo caminho e já começou a destruir documentos sensíveis.

A milícia Houthi tem como máxima “morte à América” e afirma que leva a cabo uma revolução para livrar o Iémen da corrupção e desastre económico.

Mas na terça-feira, o líder Abdel Malik Al-Houthi mostrou-se mais conciliador numa altura em que continua o diálogo com os partidos da oposição que são contra a dissolução do parlamento.

Entre os opositores ao grupo apoiado pelo irão que tomou conta de Sana em setembro incluem-se os vizinhos sunitas do golfo pérsico.