Última hora

Última hora

Iranianos comemoram aniversário da revolução islâmica

Milhares de iranianos concentrados nas ruas de Teerão para uma marcha comemorativa do aniversário da Revolução Islâmica de 1979. Alguns manifestantes

Em leitura:

Iranianos comemoram aniversário da revolução islâmica

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de iranianos concentrados nas ruas de Teerão para uma marcha comemorativa do aniversário da Revolução Islâmica de 1979.

Point of view

A pressão das sanções não forçou o Irão a sentar-se à mesa das negociações.

Alguns manifestantes exibiam cartazes com slogans anti ocidente e queimaram uma efígie do presidente dos EUA, Barack Obama.

Este ano as manifestações foram dominadas pelas sanções constantes ao país, impostas pelo Ocidente e pelas negociações nucleares.

Hassan Rouhani, o presidente iraniano declarou no seu discurso:

“A pressão das sanções não forçou o Irão a sentar-se à mesa das negociações. O Irão irá sentar-se somente para falar de questões lógicas e para a criação de paz e estabilidade na região e no mundo.”

O Irão e do grupo de seis países esperam chegar a um acordo intermédio em março com desfecho final até 30 de Junho.

A 11 de fevereiro de 1979, seguidores do aiatolá Ruhollah Khomeini derrubou apoiado pelos EUA Shah Mohammad Reza Pahlavi.

Foi também a América que ajudou a orquestrar o golpe de 1953 que derrubou o ministro iraniano eleito pelo povo Mohammad Mossadegh, que trouxe Pahlavi ao poder e preparou o terreno para décadas de desconfiança entre os países.