Última hora

Última hora

Obama mobiliza Congresso para reforçar guerra contra EI

Os Estados Unidos declararam, oficialmente, guerra ao grupo Estado Islâmico. Cinco meses após o início dos bombardeamentos da coligação

Em leitura:

Obama mobiliza Congresso para reforçar guerra contra EI

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos declararam, oficialmente, guerra ao grupo Estado Islâmico.

Cinco meses após o início dos bombardeamentos da coligação internacional na Síria e no Iraque, o presidente Obama anunciou que vai pedir a autorização do Congresso para prosseguir a ofensiva.

O plano apresentado na quarta-feira por Obama exclui a possibilidade de uma operação terrestre, embora admita a eventualidade de mobilizar forças especiais para o terreno.

“A proposta que apresentámos hoje não apela a uma mobilização de forças terrestres no Iraque ou na Síria. Não se trata de pedir uma autorização para outra guerra terrestre como no Afeganistão ou no Iraque”, garantiu o presidente norte-americano.

A proposta de Obama dá mais margem de manobra às forças norte-americanas para visarem alvos do Estado Islâmico ou de militantes associados ao grupo.

Desde Agosto que os Estados Unidos conduziram mais de 2.000 ataques aéreos na Síria e no Iraque. Uma estratégia limitada quando as operações terrestres continuam a depender do apoio das forças curdas ou dos chamados rebeldes moderados.