Última hora

Última hora

FMI concede mais 17,5 mil milhões de dólares à Ucrânia

Em leitura:

FMI concede mais 17,5 mil milhões de dólares à Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo Monetário Internacional (FMI) concede um novo empréstimo à Ucrânia para salvar o país da bancarrota. A instituição dará a Kiev mais 17,5 mil milhões de dólares (15,4 mil milhões de euros). O anúncio foi feito pela diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, em Bruxelas.

Em abril do ano passado, a instituição tinha já acionado uma ajuda de emergência de 17 mil milhões de dólares.

O novo plano, para os próximos quatro anos, prevê mais reformas, mas Christine Lagarde evoca os esforços feitos até agora por Kiev: “As autoridades ucranianas demonstraram uma determinação e uma coragem de reformar nunca vista. Conseguiram, por exemplo, atingir e superar a meta de défice fixada para este ano.”

Kiev conseguiu baixar o défice para 4,6% do PIB, quando a meta era 5,8%. Aumentou também as tarifas do gás e aquecimento.

O dinheiro do FMI, aliado aos fundos das instituições europeias, dará ao governo margem de manobra para negociar uma reestruturação da dívida. Esta atinge 73% do PIB.

A economia, devido ao conflito no leste da Ucrânia, contraiu 7,5% no ano passado e, este ano, estima-se que recue mais 5%.