Última hora

Última hora

Sado-masoquismo e fantasias sexuais: "As Cinquenta Sombras de Grey" em estreia mundial

Em leitura:

Sado-masoquismo e fantasias sexuais: "As Cinquenta Sombras de Grey" em estreia mundial

Tamanho do texto Aa Aa

Um dos filmes mais aguardados do ano acaba de estrear no Festival de Cinema de Berlim. A longa-metragem “As Cinquenta Sombras de Grey” gira em torno

Um dos filmes mais aguardados do ano acaba de estrear no Festival de Cinema de Berlim. A longa-metragem “As Cinquenta Sombras de Grey” gira em torno da relação sadomasoquista entre uma estudante virgem e um milionário. O filme baseia-se num romance da britânica E.L.James.

Point of view

Cem milhões de pessoas leram o livro. É um facto incontestável.Mas há pessoas que formaram uma opinião antes de ver o filme. Contra isso não se pode fazer nada, é um direito delas.

Jamie Dornan incarna o papel do milionário e esteve na estreia em Berlim. O ator norte-americano admite que nem toda a gente tem uma opinião favorável do filme: “Penso que é do gosto de muita gente. Cem milhões de pessoas leram o livro, não há como contestar esse facto mas há também pessoas que formaram uma opinião antes de ver o filme e contra isso não se pode fazer nada, é um direito delas”, disse o ator.

“Tudo que a Anastacia faz resulta de uma escolha, é consensual, ninguém é agredido no filme”, sublinhou Dakota Johnson, a atriz principal.

A autora do romance esteve em Berlim para a estreia e fez questão de provocar o público: “Em geral, as mulheres gostam de uma história de amor ardente. O livro fala de uma mulher jovem bastante forte que nem se apercebe da sua força e de um homem muito frágil que ela consegue ajudar. Não é isso que todas as mulheres querem fazer em relação aos homens? É uma fantasia. É preciso assumi-la”, lançou E.L James.

Mas o livro não explora apenas as fantasias femininas, já que a estudante de 21 anos que se envolve com o milionário é virgem, uma fantasia tipicamente masculina. A diferença de tratamento no filme entre a personagem feminina e a personagem masculina foi uma das críticas feitas pelos jornalistas após a projeção.

“É muito mau, mas o que esperava? Esperava que fosse bom?”, questionou Liven Trio.

“A ele, não o vimos nu, pelo menos nu como deve ser, mas a ela sim, vimo-la nua”, sublinhou a jornalista Eve Lucas.

Outras opiniões foram mais favoráveis.

“Foi fantástico, não foi tão duro assim em relação ao que me tinham dito, não li os livros”, afirmou Kira.

“Penso que o filme é melhor do que o livro, é extravagante e as as imagens são bonitas”, disse Christina.

A longa-metragem “As Cinquenta Sombras de Grey”
estreia em Portugal a 12 de fevereiro de 2015.