Última hora

Última hora

"Timbuktu": um filme imperdível de uma das grandes vozes do cinema Africano

Em leitura:

"Timbuktu": um filme imperdível de uma das grandes vozes do cinema Africano

Tamanho do texto Aa Aa

O nosso destaque da semana é “Timbuktu” do realizador mauritano Abderrahmane Sissako. O filme baseia-se em acontecimentos reais e é uma história

O nosso destaque da semana é “Timbuktu” do realizador mauritano Abderrahmane Sissako. O filme baseia-se em acontecimentos reais e é uma história apaixonante e muito bem filmada. A longa-metragem nomeada para o Óscar de melhor filme estrangeiro retrata a invasão de Timbuktu pelos islamitas radicais que pretendem impor a xária.

O argumento gira em torno de um pastor tuaregue que vive tranquilamente com a família no deserto. No início, ele escapa aos islamitas, mas a situação muda após uma briga mortal com um pescador.

Grande contador de histórias, Sissako recusa o cliché do bem contra o mal. O realizador prefere centrar-se nas personagens e nas contradições próprias do ser humano. Uma forma de mostrar a hipocrisia daqueles que querem impor a xária.

Numa das cenas, um imã moderado pede de forma calma e firme a um grupo de homens armados para abandonarem a mesquita. Ao receber ordens para usar luvas em público, uma vendedora de peixe pede para lhe cortarem as mãos.

Apesar da tragédia que se desenrola na cidade, com pessoas a serem chicoteadas e apedrejadas, o filme também nos faz sorrir. O momento mais mágico é quando os rapazes jogam futebol com uma bola invisível mesmo apesar do jogo ter sido proibido.

“Timbuktu” é um filme imperdível realizado por uma das grandes vozes do cinema Africano.