Última hora

Última hora

EUA: Obama assina decreto-lei para enfrentar ciberameaças

Obama assinou um decreto-lei que visa encorajar as empresas tecnológicas a partilharem informação com o governo sobre ciberameaças.

Em leitura:

EUA: Obama assina decreto-lei para enfrentar ciberameaças

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama quer reforçar a segurança na internet. O presidente americano esteve na sexta-feira no coração de Silicon Valley para participar numa conferência sobre o tema na Universidade de Stanford. Na Califórnia, Obama assinou um decreto-lei que visa encorajar as empresas tecnológicas a partilharem informação sobre ciberameaças entre si e com a administração americana.

“A maioria das nossas redes informáticas e de infraestruturas críticas está no setor privado o que significa que o governo não pode fazer isto sozinho. Contudo, o facto é que o setor privado também não o pode fazer sozinho porque geralmente é o governo que tem as informações mais recentes sobre novas ameaças” – declarou o presidente americano.

A conferência contou com a presença do presidente executivo da Apple, mas ficou igualmente marcada pelas ausências dos patrões do Facebook e do Yahoo!.

Tim Cook defendeu a atividade da empresa da maçã:

“- Nós temos um modelo de negócio claro que se baseia na venda dos melhores produtos e serviços no mundo, não na venda de dados pessoais.”

Os gigantes da internet têm estado relutantes em partilhar informação com o governo. O escândalo provocado pelas revelações do antigo analista da NSA, Edward Snowden, permanece na memória de todos.

Apesar de faltar ao evento, esta semana o Facebook tomou a iniciativa de criar uma plataforma de troca de informação com empresas como o Yahoo! e o Twitter.