Última hora

Última hora

Confrontos assinalam aniversário da prisão de Öcalan

Os confrontos entre manifestantes curdos e a polícia turca, assinalando o aniversário da captura de Abdullah Öcalan, prolongaram-se pela noite.

Em leitura:

Confrontos assinalam aniversário da prisão de Öcalan

Tamanho do texto Aa Aa

A figura de Abdullah Öcalan, mesmo na prisão, continua a agitar os ânimos na Turquia.

No aniversário da captura do líder do partido separatista curdo PKK, a cidade de Cizre, no sudeste do país, foi palco de confrontos entre jovens curdos e a polícia – confrontos que se prolongaram durante a noite, com uma troca permanente de cocktails molotoff e fogo de artifício, por parte dos manifestantes, contra o gás lacrimogéneo e o canhão de água das forças da ordem.

A prisão de Öcalan é uma espinha na garganta das aspirações turcas à União Europeia.

O fundador do PKK foi capturado a 15 de fevereiro de 1999, ao deixar a embaixada grega em Nairobi, onde estava refugiado.

Foi julgado por traição e condenado à morte. A pena seria depois comutada para prisão perpétua. Desde que o conflito entre a Turquia e os separatistas curdos começou em 1984, já morreram mais de 40 mil pessoas.