Última hora

Última hora

O preço da guerra na Ucrânia

Em leitura:

O preço da guerra na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A guerra na Ucrânia agrava uma situação económica que já era difícil antes do conflito rebentar. A moeda ucraniana está em queda livre e esta segunda-feira o preço de um dólar americano ultrapassou a barreira dos 26 hryvnias, enquanto um euro custa quase 30 hryvnias. O governo de Kiev obteve um empréstimo de 17,5 mil milhões de dólares do FMI, que em contrapartida exigiu que o banco central deixasse de intervir nos mercados para segurar a cotação da moeda. A Ucrânia dispõe atualmente de divisas para um mês de importações quando se considera que no mínimo é necessário um montante para três meses.

O economista Boris Kushniruk explica que o problema do défice é muito sério. De acordo com o banco central o saldo negativo em 2014 chegou aos cinco mil milhões de dólares. Por isso questiona como é que o governo vai poder ajudar as empresas que, por um lado, perderam o mercado russo e, por outro, têm que se adaptar rapidamente às exigências do mercado europeu.

Do outro lado da fronteira, o rublo russo recuperou esta segunda-feira. A meio da sessão um dólar valia pouco mais de 62 rublos o que corresponde a uma valorização de quase dois por cento.

O frágil cessar-fogo em vigor desde domingo contribuiu para esta subida, assim como o preço do petróleo que também recuperou ligeiramente. Mas a cotação do rublo permanece ameaçada pelas armas e pelas sanções europeias. O índice principal da bolsa de Moscovo perdeu 1,82 por cento esta segunda-feira.