Última hora

Última hora

Violência regressa ao leste da Ucrânia

Governo e separatistas acusam-se mutuamente de violações ao acordo de Minsk

Em leitura:

Violência regressa ao leste da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Após um breve período de calma, as armas voltaram a fazer-se ouvir na Ucrânia.

Forças do governo e separatistas pró-Rússia lançam acusações mútuas de provocação.

“As autoridades ucranianas não querem o cessar-fogo. Tentam destabilizar a situação de várias formas na linha de contacto”, afirma o vice-ministro da defesa da auto-proclamada República de Donetsk, Eduard Basurin.

Os confrontos já provocaram pelo menos cinco mortos entre as forças ucranianas.

Segundo o acordo de Minsk, esta terça-feira deveria ter lugar a retirada do armamento pesado. Ambos os lados contudo afirmam que tal está, para já, fora de questão.

Do lado governamental, o porta-voz do Conselho Ucraniano de Defesa e Segurança acusa os separatistas de levarem a cabo pelo menos 129 ataques contra posições do governo. O alto funcionário sublinha contudo que as forças ucranianas estariam apenas a disparar em resposta a provocações.

Uma das zonas onde os combates têm sido mais acesos é na zona do aeroporto de Donetsk.