Última hora

Última hora

Vladimir Putin visita Budapeste

Um ano após ter visitado Budapeste, Vladimir Putin regressa esta terça-feira à capital húngara onde se vai avistar com o primeiro-ministro Viktor

Em leitura:

Vladimir Putin visita Budapeste

Tamanho do texto Aa Aa

Um ano após ter visitado Budapeste, Vladimir Putin regressa esta terça-feira à capital húngara onde se vai avistar com o primeiro-ministro Viktor Orban.

Na agenda de ambos os líderes está a assinatura de vários acordos, nomeadamente nas áreas da produção de energia e do fornecimento de gás.

Para o ocidente, e especialmente para a União Europeia, uma possível viragem para leste e o reforço dos laços com Moscovo é algo preocupante.

“O ocidente não absorve a nossa indústria e os nossos produtos. Somos obrigados a voltar-nos para outra direção. Esta é a política de abertura ao leste, onde está incluída a Rússia”, disse um cidadão.

“Devíamos abrir ao ocidente e não ao leste. Parece-me não ter qualquer impacto positivo para a Hungria, Vladimir Putin vir cá e abrirmo-nos ao leste. O futuro está no ocidente, para onde nos devíamos virar”, afirmou uma habitante da capital húngara.

Para alguns especialistas esta visita não vai em nada clarificar a política externa do governo conservador de Viktor Orban, ou seja, aproximação a Moscovo e o compromisso com a NATO e a União Europeia.

“Para Putin, o mais importante é enviar a mensagem para todo o mundo que vale a pena ser amigo da Rússia. Putin espera também que a Hungria seja o país que vai quebrar a União Europeia”, sublinha o analista político Péter Krekó.

“Vladimir Putin e Viktor Orban esperam coisas diferentes da visita do presidente russo a Budapeste. O principal objetivo do primeiro-ministro húngaro é mostrar que a Rússia continua a ser amiga; Vladimir Putin quer mostrar que tem um aliado no seio da União Europeia”, sublinhou Attila Magyar, correspondente da Euronews em Budapeste.