Última hora

Última hora

Separatistas celebram Debaltseve e atacam Marioupol

Após a batalha de Debaltseve pelo menos 90 soldados ucranianos foram feitos prisioneiros, 82 estão desaparecidos e 13 mortos.

Em leitura:

Separatistas celebram Debaltseve e atacam Marioupol

Tamanho do texto Aa Aa

No dia seguinte à retirada das tropas ucranianas de Debaltseve, é com expressões de alegria que os combatentes rebeldes celebram a conquista militar deste território, após terem desalojado as forças regulares de Kiev cercadas durantes vários dias.

“Nós fomos os primeiros a entrar através do anel e lutamos contra eles, já no interior, e acabamos por vencê-los por todos os lados”, vangloria-se este rebelde.

O controle da cidade é uma vitória importante para os independentistas visto tratar-se de um núcleo rodoviário e ferroviário crucial entre Donetsk e Luhansk o coração da zona separatista.

Segundo fontes do exército ucraniano após a operação de Debaltseve pelo menos 90 soldados foram feitos prisioneiros e 82 estão desaparecidos, 13 foram mortos e várias dezenas ficaram feridos.

“Às vezes mais homens aparecem aqui, em pequenos grupos. Andam por aí a pé. Alguns perderam as suas unidades. Outros estavam a cobrir a retirada dos camaradas e ficaram para trás”.

O acordo de cessar-fogo continua a ser violado. Esta quinta-feira, os separatistas lançaram ataques de obus e roquetes contra a cidade portuária de Marioupol e tiros foram igualmente registados em Debaltseve.