Última hora

Última hora

Em Düsseldorf só Leandra Freitas sorriu mas pouco

Leandra Freitas foi a única portuguesa a festejar uma vitória na jornada inaugural do Grande Prémio de Düsseldorf mas que não foi suficiente para ir

Em leitura:

Em Düsseldorf só Leandra Freitas sorriu mas pouco

Tamanho do texto Aa Aa

Leandra Freitas foi a única portuguesa a festejar uma vitória na jornada inaugural do Grande Prémio de Düsseldorf mas que não foi suficiente para ir além da segunda ronda nos -48 kg.

A algarvia entrou com uma vitória frente à argelina Hadjer Mecerem, Monica Ungureanu provou ser demasiado forte. A categoria foi ganha por Charline Van Snick, que se impôs na final a Urantsetseg Munkhbat para conquistar a final.

Nos -52 kg a chinesa Yingnan Ma dominou por completo a final frente a Misato Nakamura e mostrou que atravessa um excelente momento de forma. A semana passada tinha ganho o Open de Oberwart, na Áustria.

Joana Ramos foi eliminada no primeiro combate pela italiana Odette Giuffrida.

Rafaela Silva confirmou o domínio nos -57 kg com uma vitória por ippon frente a Sumiya Dorjsuren. Há mais de um ano que a brasileira não subia ao lugar mais alto do pódio numa grande competição internacional.

Nos homens dominaram os japoneses, com duas vitórias em outras tantas finais. Toru Shishime nos -60 kg, Kengo Takaichi nos -66 kg.

Foi entre os mais pesados que entraram em ação os dois portugueses. Sergiu Oleinic e Diogo César foram ambos eliminados no primeiro combate por Tal Flicker e Bence Zambori, respetivamente, ambos por ippon.