Última hora

Última hora

Somália: grupo islamita reivindica atentado contra responsáveis políticos

O grupo islamita Al-Shebaab reivindicou, esta sexta-feira, um dos atentados mais mortíferos dos últimos anos na Somália. Mais de duas dezenas de

Em leitura:

Somália: grupo islamita reivindica atentado contra responsáveis políticos

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo islamita Al-Shebaab reivindicou, esta sexta-feira, um dos atentados mais mortíferos dos últimos anos na Somália.

Mais de duas dezenas de pessoas terão morrido, entre as quais vários responsáveis políticos, depois de duas viaturas armadilhadas explodirem nas imediações de um hotel em Mogadiscío.

O ataque, seguido de um longo tiroteio teria como alvo os vários deputados e ministros que participavam numa cerimonia religiosa, numa mesquita no interior do hotel.

“Eu estava na mesquita quando a primeira bomba deflagrou e escapei por uma saída nas traseiras, e foi aí que vi muitas pessoas mortas no chão. Não podia acreditar nos meus olhos”, afirma uma testemunha.

Entre as vítimas mortais encontram-se vários deputados assim como o vice-presidente da câmara da cidade.

O vice-primeiro-ministro e responsável dos serviços de segurança, encontra-se entre as dezenas de feridos.

O grupo Al-Shebaab tinha prometido matar, “um a um”, todos os deputados do parlamento. Pelo menos oito foram assassinados em vários atentados desde as legislativas de 2012.