Última hora

Última hora

Triplo atentado no leste da Líbia provoca meia centena de mortos

Um grupo com ligações aos radicais do Estado Islâmico reivindicou a autoria do triplo atentado, desta sexta-feira, no leste da Líbia. Os ataques

Em leitura:

Triplo atentado no leste da Líbia provoca meia centena de mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo com ligações aos radicais do Estado Islâmico reivindicou a autoria do triplo atentado, desta sexta-feira, no leste da Líbia.

Os ataques perpetrados com recurso a viaturas armadilhados, em resposta aos bombardeamentos do Egito, provocaram meia centena de mortos e dezenas de feridos.

“Estes ataques representam os avanços militares do Estado islâmico na Líbia, um país mergulhado num novo conflito que começa a tocar o coração do Magrebe e que pode chegar à Europa. A situação na Líbia está a mudar e isso pode ter consequências no sudoeste da Europa e, claro, no Magrebe” refere o analista Mustapha Tossa.

Os extremistas pretendiam atacar posições do general Khalifa Haftar, que apoia o governo líbio reconhecido internacionalmente e, que de acordo com os radicais, terá fornecido informações ao Egito sobre posições do grupo em Darna, no leste do país, um bastião dos radicais do Estado Islâmico.

O general, antigo herói de guerra líbio que integrou as fileiras do exército de Muammar Kadhafi acabou por se converter num dos principais opositores do regime.

Os bombardeamentos do Egito ocorreram depois de os extremistas terem divulgado um vídeo a reivindicar a decapitação de 21 cristãos coptas egípcios em Sirte, no norte da Líbia.