Última hora

Última hora

Grécia: Os 14 trabalhos de Varoufakis

Em leitura:

Grécia: Os 14 trabalhos de Varoufakis

Tamanho do texto Aa Aa

São 14 grandes pontos e muitas medidas espalhadas por 4 áreas de intervenção: Políticas fiscais, estabilidade financeira, políticas de promoção do crescimento e crise humanitária.

As propostas do Governo de Atenas foram aprovadas pelo Eurogrupo. O FMI tem dúvidas. A lista “não dá garantias claras”, afirma Christine Lagarde, que no entanto ficou “convencida com a aparente determinação das autoridades (…) em domínios como o combate à evasão fiscal e à corrupção”.

Na área das politicas fiscais, a Grécia compromete-se a realizar uma reforma do IVA, a alargar os conceitos e o combate à fraude e evasão fiscais e a modernizar o código tributário.

No campo das finanças públicas, Atenas promete mais controlo nos gastos ao mesmo tempo que melhora a qualidade do acesso à saúde.

Na área da estabilidade financeira, a Segurança Social também será alvo de uma reforma para uniformizar a política de pensões e aproximar as reformas das contribuições feitas durante a vida activa.

No campo da banca e do crédito mal parado serão tomadas medidas para proteger os mais vulneráveis.

Para promover o crescimento, Atenas promete não voltar atrás nas privatizações já realizadas, mas irá rever as que ainda não foram lançadas. Objectivo: atrair mais investimento.

Para enfrentar a crise humanitária, a Grécia irá distribuir senhas de alimentação e energia aos mais pobres e reavaliar o programa piloto do rendimento mínimo garantido, com o objectivo de o estender a todo o país.