Última hora

Última hora

Mercados reagem bem ao acordo entre a Grécia e o Eurogrupo

O verde parece ser a cor da esperança para a Grécia e foi também a cor dos mercados, esta terça-feira. O índice principal da bolsa de Atenas subiu

Em leitura:

Mercados reagem bem ao acordo entre a Grécia e o Eurogrupo

Tamanho do texto Aa Aa

O verde parece ser a cor da esperança para a Grécia e foi também a cor dos mercados, esta terça-feira.

Point of view

"Este não é um acordo sobre medidas de austeridade. É, essencialmente, uma descrição de linhas políticas.

O índice principal da bolsa de Atenas subiu quase dez por cento, depois da aceitação, por parte do Eurogrupo, da proposta de reforma da economia por parte da Grécia, em troco do prolongamento do empréstimo por quatro meses.

O ministro do interior, Nikos Voutsis, frisa que são medidas decididas pelo governo grego e que não significam mais austeridade: “Este não é um acordo sobre medidas de austeridade. É, essencialmente, uma descrição de linhas políticas, embora tenhamos algumas objeções sobre o tempo em que devem ser aplicadas”.

Depois da aprovação dada pelo Conselho de Ministros das Finanças da Zona Euro, liderado pelo holandês Jeroen Dijsselbloem, também a Comissão Europeia diz que este é um bom ponto de partida para a renovação do empréstimo.

A Comissão Europeia diz que o que é agora um entendimento pode em breve transformar-se em políticas reais: “É importante que o governo grego trabalhe com seriedade na implementação deste programa, para assegurar estabilidade financeira e contrariar algumas tendências negativas que temos visto nas últimas semanas ou meses, com a saída de capitais”, diz o vice-presidente da CE, Valdis Dombrovskis.

A carta que o governo grego enviou às instituições europeias detalha o plano, que mantém algumas promessas eleitorais do Syriza, como o combate aos efeitos da austeridade, mas promete ao mesmo tempo reformar o Estado e manter as rédeas na despesa pública.