Última hora

Última hora

Cenário negro para os direitos humanos no mundo

Relatório da Amnistia Internacional traça um cenário negro para os direitos humanos no mundo. No entender dos responsáveis desta organização, o

Em leitura:

Cenário negro para os direitos humanos no mundo

Tamanho do texto Aa Aa

Relatório da Amnistia Internacional traça um cenário negro para os direitos humanos no mundo. No entender dos responsáveis desta organização, o direito de veto no conselho permanente das Nações Unidas, sempre que possa bloquear ações em casos de genocídio, crimes de guerra e contra a humanidade, devia ser eliminado.

“O Conselho de Segurança das Nações Unidas foi criado para proteger os civis para proporcionar paz e segurança e eles têm falhado. Queremos dizer que um dos instrumentos que levaram a esta falha é o abuso do veto pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança, vezes sem conta”.

Os cinco membros permanentes – China, Rússia, Estados Unidos, França e Reino Unido – nem sempre têm estado de acordo sobre os ângulos políticos que muitas vezes acabam em guerras.

Na Síria, no Iraque, na Faixa de Gaza, em Israel e na Ucrânia, o Conselho de Segurança da ONU não conseguiram solucionar as crises e os conflitos, mesmo quando crimes dos Estados ou de grupos armados visaram civis como é o flagrante caso do governo de Damasco ou do grupo Estado islâmico.